Polícia Civil cumpre 11 mandados durante operação contra jogo do bicho em cidades do Sul

Delegado Ulisses Gabriel comanda a operação policial


A Polícia Civil desencadeou a Operação Zebra na manhã desta sexta-feira, dia 16, em Criciúma e outras quatro cidades do Sul catarinense. A investigação apura crimes de exploração de jogos de azar, corrupção passiva e ativa, além de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Estas diligências fazem parte da segunda fase da operação 'Hera' e acontecem em parceria com o Ministério Público (MP).

De acordo com o delegado Ulisses Gabriel, durante a primeira fase da operação foi constatado que membros da organização criminosa estariam envolvidos na prática de peculato, com possível crime de 'rachadinha' na Câmara de Vereadores de Urussanga, além da exploração do jogo do bicho.

"Em apreensões realizadas no ano passado, na primeira fase da operação Hera, se constatou possível prática de peculato em razão de uma possível rachadinha desse salário. E também se constatou possível prática de caixa dois em uma situação envolvendo uma obra. Iniciamos investigação e constatamos que pessoas poderiam estar praticando o jogo do bicho, bem como lavagem de dinheiro, corrupção passiva e organização criminosa", explica o delegado.

Na manhã de hoje, dezenas de ordens judiciais estão sendo cumpridas, como 11 mandados de busca e apreensão, 11 quebras de sigilo, um afastamento e oito de sequestros de bens (dinheiro, imóveis e veículos) e afastamento de funções públicas nas cidades de Tubarão, Lauro Müller, Orleans, Urussanga e Criciúma.

Participam da operação policiais civis da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (LABLD), Coordenadoria Estadual de Combate à Corrupção (Cecor), Delegacias de Combate à Corrupção de Tubarão e Florianópolis (Decor), Núcleo de Inteligência (Nint) da Delegacia Regional de Polícia de Criciúma e policiais civis da 5ª e da 6ª DRP de Tubarão e Criciúma, coordenados pela Delegacia de Polícia de Urussanga. A Polícia Militar de Santa Catarina está colaborando nos trabalhos.

A 1ª fase

Na primeira fase da operação "Hera" foram concluídos nove inquéritos policiais. A organização criminosa investigada já responde a duas outras ações penais.


Endereço:

Avenida Municipal, 1500, Sala 01
Centro, Turvo, SC, CEP: 88930-000
(48) 3525-3963