Hospital Dom Joaquim realiza suas primeiras cirurgias bariátricas

Procedimento inédito em Sombrio e na rede IMAS faz parte do Programa Bariátrica Social, outra novidade em Santa Catarina

  São duas histórias com o mesmo desfecho: pacientes agora mais saudáveis dando o primeiro passo para recuperar qualidade de vida, perdida com a obesidade. Duas mulheres, uma de 45 e outra de 52 anos, iniciando um novo ciclo em suas vidas. Elas foram as primeiras pacientes de cirurgias bariátricas do Hospital Dom Joaquim, procedimento até então inédito na unidade de saúde e realizado nesta terça-feira, dia 29.

  A iniciativa faz parte de um programa também inédito em Santa Catarina, o Bariátrica Social, que visa possibilitar o acesso ao procedimento com valores mais acessíveis para a população, em especial aqueles que não têm ou perderam o plano de saúde. O programa oferece à comunidade preços acessíveis, incluindo custos hospitalares, honorários médicos e internações na hotelaria hospitalar do Hospital Dom Joaquim e foi desenvolvido por meio de uma parceria entre o Instituto Maria Schmitt-Imas e a Ostermann Medical Center, de Araranguá.

  Segundo Dr. Rafael Ostermann, médico cirurgião do aparelho digestivo e responsável pelo procedimento, as primeiras duas cirurgias foram um sucesso e o dia pode ser considerado histórico para a saúde de Sombrio e região. Ambas as pacientes já estão em recuperação, recebendo os cuidados e atenção da equipe multidisciplinar que atua no pós-operatório. As cirurgias são feitas por videolaparoscopia, com recuperação rápida, e em poucos dias as pacientes já devem retornar para suas famílias. "É uma alegria poder realizar as primeiras cirurgias bariátricas do Dom Joaquim e inaugurar um programa que foi pensado para oferecer uma solução aos pacientes que sofrem tanto com a obesidade e agora poderão ganhar uma nova oportunidade para recuperar sua saúde e qualidade de vida. Eu tenho certeza que o programa bariátrica social vai colecionar muitas histórias de superação" revelou emocionado o médico.

  Dr. Rafael Ostermann que já possui experiência de mais de 20 anos em cirurgias do aparelho digestivo e especialização internacional, contou também com o apoio de uma equipe qualificada no procedimento. Segundo ele, foram mais de seis meses de intensa preparação e treinamento. "O Hospital Dom Joaquim investiu forte na aquisição de equipamentos de alta tecnologia, qualificou a equipe multidisciplinar e adquiriu toda a estrutura necessária para realizar esse procedimento de alta complexidade, o que confere à nós profissionais médicos e também aos pacientes, total segurança e tranquilidade" pontuou. Além de Ostermann, atuaram na intervenção cirúrgica, Ricardo Silveira - auxiliar e instrumentador, Dr Olímpio, médico anestesista, o cirurgião auxiliar Diogo Tamiozzo e o instrumentador Rafael Ramos Pereira.

Modernidade e tecnologia à serviço da população

  Para Dr. Robson Schmitt, Superintendente do Instituto Maria Schimitt-IMAS, o Hospital Dom Joaquim inaugura uma nova e importante fase na assistência a pacientes que necessitam de tratamento contra a obesidade, uma epidemia mundial segundo a organização mundial de saúde e que afeta mais da metade da população brasileira. "Em Santa Catarina mais de 40% das pessoas estão acima do peso Segundo o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan). Aqui na região o problema não é diferente. Queremos democratizar o acesso à este tipo de assistência e estamos firmando importantes parcerias para auxiliar no combate e controle da obesidade. É uma doença crônica que merece atenção, afinal de contas saúde não se pesa" reforçou.

  Dr Robson destacou também que os investimentos em equipamentos, a instalação da nova e moderna UTI, o reaparelhamento e modernização das salas cirúrgicas recém inauguradas agora permitem este tipo de procedimento de alta complexidade e estão à serviço da população regional.

  A diretora-geral do Hospital Dom Joaquim, Mari Dassoler, também comemorou o sucesso da iniciativa e diz que o Programa Bariátrica Social já pode ser considerado um sucesso. "Vamos ajudar muitas pessoas a escrever novas histórias. Impossível não se emocionar ao ver as famílias comemorando essa conquista e os profissionais que tanto se prepararam para este momento festejar o início de um novo ciclo. Já estamos recebendo muitos pedidos de informação sobre o programa. Tornar acessível o sonho de viver uma nova vida com saúde e bem-estar é revigorante para nós que tanto lutamos por isso, percebendo a alta demanda existente" explicou.

Como se habilitar para a cirurgia

  Para se candidatar a uma cirurgia bariátrica pelo programa, o paciente deve procurar atendimento na Ostermann Medical Center, em Araranguá para atendimento inicial com o médico que vai avaliar a necessidade da cirurgia. Se a operação for indicada, o médico solicita o atendimento da equipe multidisciplinar nos períodos pré e pós operatório.

Importante destacar que antes da cirurgia, há um rigoroso programa de preparo obrigatório, com acompanhamento da equipe multidisciplinar (médico, enfermeiro, nutricionista, psicólogo e outros profissionais). A idade para realização do procedimento varia dos 16 anos aos 65. Após o procedimento cirúrgico, os pacientes ainda são acompanhados pela equipe multidisciplinar da Ostermann Medical Center e do Hospital Dom Joaquim que atua no pós-operatório.

Como ter acesso ao Programa Bariátrica Social

  O primeiro passo é o agendamento de consulta na Ostermann Medical Center em Araranguá. Os encaminhamentos são feitos a partir de uma série de avaliações. O telefone para maiores informações é

(48) 3522-2314 ou pelo WhatsApp 48 9973-7109.


Endereço:

Avenida Municipal, 1500, Sala 01
Centro, Turvo, SC, CEP: 88930-000
(48) 3525-3963