Missão de grande responsabilidade, diz Sopelsa ao tomar posse interinamente do cargo de governador de SC

Licenciado, Carlos Moisés transmitiu o cargo elogiando a parceria com o Parlamento catarinense


Aos 76 anos, o deputado Moacir Sopelsa (MDB) e presidente da Assembleia Legislativa assumiu interinamente o comando do Executivo estadual, em solenidade bastante prestigiada, promovida na manhã deste sábado (3), no teatro Pedro Ivo Campos, no Centro Administrativo, em Florianópolis.

Em seu pronunciamento, como governador em exercício, Sopelsa reconheceu o desafio e o peso da responsabilidade de assumir interinamente o Executivo Estadual. "Esse é o momento mais importante de minha vida pública. Farei o máximo empenho para encerrar bem esse ciclo na política catarinense". Emocionado, disse "não há palavra que expresse minha felicidade e gratidão ao gesto de amizade do governador Carlos Moisés em me permitir assumir o governo do Estado. Quero garantir minha lealdade e o compromisso de dar continuidade ao trabalho feito até aqui de respeito a todas as pessoas e de realizações para melhorar a vida dos catarinenses", afirmou Sopelsa.

Moisés 

Ao se pronunciar, já como licenciado do cargo, e antes do discurso de posse de Sopelsa, Carlos Moisés falou da importância da continuidade das ações do Governo do Estado. Agradeceu a colaboração do Parlamento, dos servidores estaduais, dos prefeitos, do Ministério da Saúde e de todos que contribuíram para que Santa Catarina alcançasse números melhores do que todos os demais estados da Federação, após as enormes dificuldades, provocadas pela crise sanitária. Dividiu com todos os agentes de Saúde, o fato de o Estado de Santa Catarina ter registrado o menor índice de letalidade do país, na pandemia do Covid 19. Ressaltou a importância do Parlamento catarinense, e da gestão do deputado Moacir Sopelsa, na aprovação de medidas importantes para o Estado. Citou algumas delas que beneficiaram todos os segmentos da sociedade. Destacou o aumento do salário mínimo dos professores, e os investimentos na pasta da Educação, assim como o aporte de recursos para todos os municípios catarinenses.

Disse que agora vai se dedicar a mostrar aos catarinenses o que fez nesse período de governo, comemorando o notável desempenho da economia estadual, que vive, hoje, praticamente em pleno emprego.

Oportunidade

A posse de Sopelsa só foi possível com a licença do governador Carlos Moises (Republicanos) e da vice-governadora, Daniela Reinehr (PL) por conta das disputas eleitorais, mesmo não sendo necessário o afastamento de ambos de seus respectivos cargos. O fato de Sopelsa não disputar nova eleição também foi decisivo para a efetivação no comando interino do Estado.

Primeiras ações

O primeiro compromisso de Moacir Sopelsa na agenda oficial como governador interino do Estado é uma reunião com secretários de Estado, neste domingo, 4, no Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina. Somente a partir dos primeiros alinhamentos é que Sopelsa dará encaminhamento aos projetos que pretende conduzir no período em que estiver à frente do Executivo estadual

Trajetória de Sopelsa 

No posto de governador interino do Estado, Moacir Sopelsa coroa uma trajetória política com seis legislaturas consecutivas, mandato de vereador e prefeito no município natal de Concórdia e atuações como secretário de Estado da Agricultura e adjunto da Casa Civil do Governo catarinense.

É agropecuarista e atuou como dirigente de entidades representativas da suinocultura, como a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) e a Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS). Ingressou na vida política em 1982, quando foi eleito vereador em Concórdia. Nos anos 1980, foi secretário municipal da Agricultura, Indústria e Comércio.

Em 1992, elegeu-se prefeito de Concórdia, para o mandato 1993-1996. Em 1997, atuou como secretário-adjunto da Casa Civil de Santa Catarina. Em 1998, candidatou-se a deputado estadual e foi eleito para o primeiro mandato, com 19.484 votos. Desde então, sempre se reelegeu para o cargo, conquistando seis mandatos. Foi duas vezes secretário de Estado da Agricultura, entre os anos de 2003 e 2006, e de 2015 a 2018. Na Alesc, foi presidente das comissões permanentes e no biênio 2011-2013, ocupou a 1ª Vice-Presidência. Também foi líder da bancada do MDB, em 2014.


Endereço:

Avenida Municipal, 1500, Sala 01
Centro, Turvo, SC, CEP: 88930-000
(48) 3525-3963