Câmara aprova proposta para criar programa de censo de inclusão das pessoas autistas

a ideia é que a cidade possa ter um banco de dados com a identificação destes cidadãos

Na noite desta quarta-feira (9) o Poder Legislativo de Araranguá aprovou um anteprojeto de autoria do vereador Luiz da Farmácia (PL) que autoriza que o Paço Municipal possa criar o Programa Municipal de Censo de Inclusão das pessoas diagnosticadas com Transtorno de Espectro Autista.


Conforme o texto, a ideia é que a cidade possa ter um banco de dados com a identificação destes cidadãos, constando informações essenciais, entre elas o perfil socioeconômico e o grau do autismo e seu espectro. Para o vereador, a matéria merece atenção do Executivo. "Esse censo auxiliará diretamente no direcionamento das políticas públicas para o atendimento do público autista".


O legislador ainda afirma que existe a incidência dos casos de autismo. "Esse censo deve ser realizado a cada dois anos e com isso poderemos acompanhar com atenção a evolução de casos de autismo em nossa cidade. Hoje a comunidade autista está organizada e devemos na Câmara lutar ainda mais por causas justas que refletirão na qualidade de vida de tantos homens e mulheres", disse Luiz da Farmácia.




Endereço:

Avenida Municipal, 1500, Sala 01
Centro, Turvo, SC, CEP: 88930-000
(48) 3525-3963