ACIVA lamenta derrubada de veto que aumenta fundão eleitoral

Por maioria dos votos, foi aprovada a utilização de até R$ 5,7 bilhões para o Fundo Eleitoral em 2022

A ACIVA (Associação Empresarial de Araranguá e do Extremo Sul Catarinense) lamenta a decisão do Congresso Nacional que votou a favor da derrubada do veto da Presidência da República ao trecho da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que trata de recursos destinados ao Fundo Eleitoral, na última sexta-feira 17 de dezembro. Por maioria dos votos na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, foi aprovada a utilização de até R$ 5,7 bilhões em recursos públicos como valor para o Fundo Eleitoral em 2022. 


A ACIVA, representando seus associados e o setor produtivo do Vale do Araranguá, entende que é um insulto aos contribuintes, que encaram a maior crise da história do País. A entidade entende que pautas mais importantes para toda a população e para o crescimento do Brasil não são prioridades da classe política, como a Reforma Tributária, Reforma Administrativa, Reforma Política, Aprovação da prisão de condenados em segunda instância, entre outros assuntos. 


Infelizmente Santa Catarina vem sofrendo cortes de verbas por parte do Governo Federal em obras de infraestrutura, como por exemplo a BR 285 - Serra da Rocinha, localizada em nossa região, mas ao mesmo tempo a maioria do Congresso elevou o valor do fundão e aprovou a destinação de R$ 5,7 bilhões para as eleições de 2022, quase o triplo dos cerca de R$ 2 bilhões empregados nas eleições de 2018 e de 2020.


Nosso propósito com esta Nota não é apenas de cobrar da classe política, e lembrá-la de seus deveres com os cidadãos, mas também de reforçar à população sobre seu papel de fiscalizar e reivindicar tudo aquilo o que for necessário para o bem comum e que interfira na vida de todos os cidadãos brasileiros.


Araranguá, 20 de Dezembro de 2021




Endereço:

Avenida Municipal, 1500, Sala 01
Centro, Turvo, SC, CEP: 88930-000
(48) 3525-3963